Sexta-feira, 18 de Setembro de 2020

Grupo Aglomerou, que teve live invadida pela Polícia Civil, ganha apoio de famosos para divulgar shows

Publicada em 28/07/20 as 08:56h - 75 visualizações

por Por Jornal extra


Compartilhe
   

Link da Notícia:

Depois de planejar por dois meses uma live, o grupo de pagode Aglomerou se surpreendeu ao ter que interromper os trabalhos devido a uma ação da Polícia Civil. Os agentes, em Angra dos Reis, na Costa Verde, tinham como alvo o imóvel vizinho, mas alegaram ter entrado na casa dos músicos para evitar que pessoas se ferissem na operação. Passado o susto, pode-se dizer que há males que vem para o bem. Os seguidores cresceram nas redes sociais e famosos prometeram divulgar a próxima live dos artistas como forma de apoio


"A (próxima) live será ainda mais divulgada e assistida. Apoio de fera", disse a atriz Solange Couto. "Que bom que está tudo bem, rapaziada", comentou Dennis DJ. "Estamos juntos, família", completou Kevin O Chris. "Manda a ver, rapaziada. O pior já passou", escreveu Sylvinho Blau Blau. "Boa sorte sempre, muita proteção na caminhada", desejou Gabriel, O Pensador.

O grupo surgiu há três anos, com este mesmo nome (pois é, não é uma piada com a pandemia do coronavírus). Os músicos ainda estão digerindo todo o carinho do público.

"Gostaria de agradecer a todos pelas mensagens. Desculpe por ainda não conseguir responder. Estou de cara com tamanha repercussão e, graças a Deus, de forma positiva. Esse mal, com certeza, veio para o bem", disse o vocalista João.

"Está todo mundo bem. Mas tudo meio louco, sabe? Tinha tudo para dar errado, mas deu certo", completou o integrante Bruno.

A operação

Segundo uma fonte policial informou ao EXTRA, havia a suspeita de que o miliciano Ecko, um dos bandidos mais procurados do Rio, estaria participando de uma festa ao lado. A Polícia Civil informou, em nota, que a live “foi interrompida para evitar que alguém pudesse ser ferido durante a ação”. Ninguém foi preso durante a operação.

Leia a íntegra da nota enviada pela assessoria de imprensa da Polícia Civil:

“Policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), com apoio da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), realizaram uma ação no município de Angra dos Reis, na tarde deste domingo (26/07), referente a uma investigação da especializada. Os policiais checavam informação de uma casa onde estaria sendo realizada uma festa desde ontem (sábado) com criminosos foragidos da Justiça. Com a aproximação dos agentes, alguns criminosos correram em direção a um mangue e efetuaram disparos em direção aos policiais, que ainda tentaram localizá-los, sem sucesso. Todas as pessoas que estavam na festa foram autuadas por descumprimento de medida sanitária preventiva, com base no artigo 268 do CP (Código Penal). No local, os agentes encontraram frascos de lança-perfume e indícios de consumo de drogas. Algumas pessoas que estavam na festa também possuíam anotações criminais por diversos crimes como tráfico de drogas, roubo e associação criminosa, mas sem mandados pendentes. Na casa ao lado de onde estava sendo realizada a diligência, ocorria uma live de um grupo musical, que foi interrompida para evitar que alguém pudesse ser ferido durante a ação.”




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Visitas: 230012   Usuários Online: 25

Nosso Whatsapp

 63 99230-5978

Copyright (c) 2020 - REDETV Tocantins - Palmas - Tocantins